Novo Endereço do Fórum: http://www.aquariomania.com.br/phpBB3/index.php

http://www.aquariomania.com.br/phpBB3
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Artigo: Os killifishes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Marcelo de Oliveira
Novo Membro
Novo Membro


Mensagens : 1
Data de inscrição : 05/10/2007

MensagemAssunto: Artigo: Os killifishes   Sex Out 05, 2007 9:22 am

Olá,

Esses dias fiz um pequeno e resumido artigo sobre os killis e como não temos quase nenhuma informação aqui sobre eles vou deixar este texto como referênci, o assunto é muito vasto e infelizmente pouco conhecido.
Chega de papo e vamos ao artigo.

Os killifishes:

São peixes da ordem dos Cyprinodontiformes e conhecidos pelo nome de killifishes, de tamanho variado sendo geralmente pequenos (5cm) mas algumas espécies ultapasam os 15cm de comprimento. Possuem uma coloração em muitos casos muito bonita e com uma enorme diversidade de cores. Abitam biótopos variados e as vezes inóspitos onde dificilmente outros peixes conseguiriam viver, pequenos corregos, banhados, lagos entre outros (não anuais) ou então poças perenes que secam em determidas épocas do ano (anuais) sendo que muitas são endêmicas por causa destas caracteristica tendo casos de só serem encontrar determidadas espécies em uma única poça. Existe ainda killis que se enquadrão tanto nos não anuais quanto nos anuais, são os semi anuais que estão reunidos em um único gênero.


[size=75]Aphyosemion australe "chocolate", as diferenças entre machos e fêmeas nos killis geralmente é bem visivel[/size]

Os killifihes estão distribuidos por diversas áreas do planeta incluindo o Brasil onde temos alguns de incrivel beleza e infelizmente cobiçados pelo mercado exterior sendo muitas vezes contrabandeado killis os quais não se tem nem conhecimento da existência no seu próprio país. Outro agravante é que o abitat onde vivem é constantemente degradado, principalmente pela expanção urbana e como muitos são endêmicos o número de peixes já extintos sem o seu conhecimento pela ciência não é pequeno.

Populaçõs: Isso causa muita confusão aos novatos, principalmente pelas dicas de não mistura-las mesmo se tratando de uma única espécie. Muitos killis possuem várias populações oriundas de locais diferentes e estas tem um padrão de coloração diferente da outra (as vezes é algo muito sutil) então para não se perder estas caracteristicas únicas muitos criadores preferem não fazer misturas tentando manter a espécie sempre mais proxima da sua forma original. Este é um dos motivos os aquais os hibridos não são vistos com bons olhos, sendo vetado para possiveis trocas por muitos mas nada impede você de cria-los. Há também variedades que surgem espontâneamente nos aquários.

Killis em geral são peixes muito resistentes, até pelo seu abitat que exige esta adaptação, e muitas vezes podemos até descartar filtragem, aquecimento ou quelquer equipamento criando os peixes em aquários "pelados". No entanto TPA's regulares ( a cada 20 dias mais ou menos e 50% do volume, mas isso varia de criador para criador) são necessárias. Vale lembrar que alguns killis são sensiveis e precisam de cuidados especiais, temos de ter ciência das necessidades da espécie que queremos manter.
Numa visão geral preferem água neutra ou levemente ácida, mas há espécies que vivem em ph muito alcalino e outras em ph bem baixo e até em água salobra, temperaturas entre 22º a 30º (a de nossas casas). Espécies do gênero Nothobranchius preferem água mais quente (26-28º) quando as Austrolebias são peixes de água fria tendo dificuldades em ser criados em regiões quentes.

A alimentação é geralmente composta por pequenos insetos e larvas, alimentar estes peixes é muitas vezes a maior dificuldade que temos pois muitos só aceitam alimento vivo (artêmia, bicho de amendoim, enquitrêias, verme de grindal, tubifex, larvas de mosquito, blood worms etc...) mas alguns, principalmente os não anuais e semi anuais vem a aceitar ração e alimentos congelados.

Os killifihes podem ser divididos pelas suas caracteristicas reprodutivas, ficando assim:

Anuais - Seu biótopo seca em determidadas épocas do ano e por isso desenvolveram um mecanismo para contornar este problema: a dipausa. Trata-se de um periodo onde o ovo fica encubado no substrato enquanto a poça esta seca, o embrião se desenvolve e quando vier a proxima estação de chuvas e a poça voltar e ficar cheia eles nascem, o tempo de dipausa varia dependendo da espécie e condições climaticas. Aqui no Brasil são conhecidos como "peixes da chuva" pois as pessoas acreditam que eles venham com a chuva pelo seu aparecimento "misterioso" em locais anteriormente secos.
Estes peixes desovam no susbtrato, alguns sómente superficialmente como os nothos e outros se enterram no substrato (mergulhadores) que é o caso das austrolebias. Os susbtratos mais usados atualmente são: turfa, pó de xaxim (em extinção, evite a compra), casca de coco triturada etc...

Alguns exemplos: Nothobranchius guentheri, Simpsonichthys picturatus, Austrolebias nigripinnis.

Dos anuais africanos os do gênero Nothobranchius são os que mais encontramos no hobby, possuem uma coloração espetacular e muitos os consideram os mais bonitos peixes de água doce. Gostam de água quente (26 a 28º) e são muito sensiveis ao Oodinium sendo muitas vezes recomendado adicionar um pequena quantidade de sal na água para prevenir esta doença já que estes killis toleram muito bem a salinidade na água. Sua dipausa é mais ou menos de 60 dias e costumam produzir uma grande quantidade de ovos, os filhotes nascem bem pequenos mas desde seus primeiros dias pode-se oferecer nauplios de artêmia recem eclodidos e microvermes. O crescimento é muito rápido e em alguns poucos meses já estam sexados e prontos para reprodução, trocas parciais constante e boa alimentação aceleram este processo.


[size=75]Nothobranchius guentheri "gold"[/size]

Não anuais - Ao contrário dos anuais seus biótopos não secam, estes killis desovam em raizes de plantas que são muitas vezes substituidas por mops (também chamadas de bruxinhas) pelos criadores.

Alguns exemplos: Rivulus baianus, Aphyosemion striatum, Pseudoepiplatys annulatus.

Nos não anuais os mais comumente encontrados são do gênero Aphyosemion, possuem corpo comprido e são bons saltadores, então devemos ter cuidado em deixar o aquário sempre tampado para evitar acidentes. Usa-se a bruxinha para a desova, depois que os peixes depositarem os ovos nela deve-se recolhe-los e deixar então em um potinho com a mesma água do aquário os ovos. Eles eclodem em duas a três semanas e durante este tempo podemos observar o desenvolvimento do embrião, é importante eliminar os ovos fungados que logo são notados pela cor branca opaca ao contrário dos ovos sadios transparentes com pontinhos pretos no seu interior. Após o nascimento alimentar com nauplios de artêmia e microvermes, TPA's constantes (a cada 3 dias). Seu crescimento é rápido e em alguns meses já estaram sexados. Dentre os Aphyosemion o mais popular é o A. australe e suas variedades chocolate, orange e gold, é um peixe muito simples de criar e reproduzir sendo ótimo para quem está começando com killis.


[size=75]Aphyosemion striatum[/size]

Semi anuais - Possuem caracteristicas dos dois grupos, tanto desovam no substrato passando por um periodo de incubação quanto desovam em raizes de plantas, dependendo da espécie um desses métodos é mais conveniente que o outro.

Alguns exemplos: São representados somente pelo gênero Fundolopanchax

Os Fundolopanchax gardneri são como os australe os killifihes mais populares e possuem muitas variedades e populações circulando pelo país. São semi anuais mas preferem desovar em bruxinhas, devemos ter os mesmos procedimentos que teriamos com os não anuais. É um killi famoso por ser suicida, são inumeros os casos de gente que encontrou seu querido gardneri sequinho no chão, principalmente os machos são bons saltadores e exigem que o aquário seja tampado para evitar tais acidentes.


[size=75]Fundulopanchax gardneri "láfia gold"[/size]

Abraços,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Artigo: Os killifishes
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Artigo: Como cuidar de uma Calopsita
» Canário Fiorino, Artigo 1
» Comportamento de Melro-preto
» Longevidade e temperatura para criação de Guppy
» [Artigo] Alga Peteca (Black Beard Algae - BBA)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Novo Endereço do Fórum: http://www.aquariomania.com.br/phpBB3/index.php :: Aquarismo Doce :: Killifishes-
Ir para: